emoções dos bebês

As emoções dos bebês

As emoções dos bebês são matérias de estudos em todo o mundo.

Entender sobre elas ajuda mamães e babás a ter uma relação mais leve e saudável com tanto choro envolvido.

Afinal, atualmente, aprendemos que é nosso dever proteger nossos filhos e que, se eles choram, devemos fazer algo imediatamente para fazê-los sorrir ou pelo menos parar de chorar.

Embora o choro de uma criança pode ser visto como um sinal de que estamos fazendo algo errado, isso não é uma verdade absoluta.

Isso se deve, em grande parte, ao nosso conceito ocidental das emoções associadas ao choro.

Para muitos, é sinônimo de tortura ou abuso e, para outros, de que não estamos fazendo as coisas corretamente.

Em outras palavras, precisamos nos atentar que não somos “perfeitos”, a ponto de antecipar cada uma das necessidades das crianças sob nossos cuidados.

Por este motivo é natural que elas não estejam felizes 24 horas por dia, 7 dias por semana.

O CasaeCafe.com ouviu diversos especialista e eles são unanimes em dizer que as observações devem ser presente nas famílias com bebês.

Primeiramente, para que tudo flua com leveza lembre-se: não há pessoa perfeita.

Em segundo lugar, e não menos importante, todas as crianças choram.

Em seguida, as crianças choram com ou sem motivo e / ou por qualquer motivo.

Após 6 meses, os bebês desenvolveram seu cérebro de tal forma que eles podem diferenciar entre suas necessidades e seus desejos.

Em outras palavras, o bebê pode chorar porque está com fome, com sono, etc.

Ou também, porque quer companhia, brinquedo, etc.

As emoções dos bebês: observação a chave da questão

Por isso, que é importante dedicarmos tempo para observar nossos filhos.

Conhecê-los melhor e saber identificar seus sinais.

Não tente prever todas as suas necessidades, deixe que eles se comuniquem com você.

As crianças, desde bebês, devem ter permissão para explorar por conta própria, desde que estejam em um ambiente controlado e seguro.

Você tem que dar-lhes oportunidades para expressar suas necessidades e desejos.

Você tem que ajuda-los a navegar em suas emoções sem reprimi-los.

Para conhecer e entender melhor seu bebê

Inicialmente, orientamos a observar para entender o temperamento do bebê

Sobretudo, seus níveis de atividade, as suas funções fisiológicas, a sua abordagem ou retirada de novas experiências.

Assim como, analisar a intensidade de suas reações, sua sensibilidade, distração e persistência.

Dependendo do temperamento do seu bebê, você poderá escolher atividade que melhor se adaptam a ele.

Sobretudo aquelas que desenvolverão habilidades cognitivas, emocionais, de linguagem entre outras.

Educadores de infância,  aconselha-nos a criar oportunidades para observamos e só intervir quando o bebê ou a criança olhar-nos.

É nesse momento que ele nos dá sinal de sua necessidade ou desejo de interagir conosco.

Todas as crianças são diferentes
emoções dos bebês
o amor é o principal

Não as compare com nenhuma outra, isso só causa frustração

Também, não existe um padrão de cuidado que seja igualmente benéfico para todas as crianças do mundo.

O que é real é que seu filho é um ser humano, capaz de aprender e se comunicar constantemente usando todos os seus sentidos.

A CasaeCafe.com acredita que bebês e crianças pequenas estão em nossas mãos, com amor, compreensão e carinho conseguimos dar a eles o cuidado e a infância que merecem.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *